Monte você mesmo seus contratos
Monte você mesmo seus contratos
 
Quinta-feira, 12 de Julho de 2012

In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player

Powered by RS Web Solutions

Aguarde mais uns dias!

Um site que é "a cara" dos nossos Visitantes e Clientes, tem mesmo de aproveitar, e bem, as críticas e sugestões
que diariamente recebemos!

E aproveitamos durante esses tempos para descontar o estresse, no cassino online confira . Muito agradável e relaxante para passar seu tempo.

Daí que nossa Equipe repensou completamente a forma com que nossos Clientes interagem conosco.

Contrato-demo


Você quer saber como funciona a montagem de um Contrato como o que Você mesmo vai montar?
• Como ficará o resultado?

Pois então vamos fazer uma demonstração, ao vivo!
Monte-Você-Mesmo
um Contrato-demo!
tal como um Contrato real!
Faça login, clique aqui e monte o seu!

Se preferir, veja um Contrato-demo
já pronto!
É só clicar aqui!


...Você Sabia?

...que, no caso de a Contratada ser uma Empresa - que precise dar uma garantia da realização dos seus serviços conforme contratado -, a "Carta de Fiança" ou o "Seguro de Garantia de Obrigações Contratuais" evitam que o seu Capital de Giro seja "sangrado" pelo valor do depósito inicial de garantia e/ou pelas retenções contratuais que, sem outra alternativa, o Contratante impõe como condição para o recebimento das parcelas do pagamento?

Matérias mais acessadas

Artigos
Jurisprudência
Notícias

Aguarde um pouco mais!


A reformulação completa do nosso site trará, como característica, uma integração maior com nossos Clientes.

Um dos pontos principais será que a montagem de Contratos terá uma participação maior da nossa Equipe: do que resultará que ela ficará mais profissional — e muito mais dinâmica!

Aguarde mais um pouco!

Usuários online

Nós temos 208 Visitantes online

Translate our site!

English Arabic Chinese (Simplified) French German Italian Portuguese Russian Spanish

Últimas Matérias

Testemunhos

O site está ficando muito bom, mas ainda faltam muitas montagens de Contratos!

Evandro Oliveira
Sep 05, 2010

Siga-nos no

Facebook Twitter Linkedin

RSS: o que é isso?

RSS é atualmente a forma mais moderna e dinâmica de comunica- ção com seus Clientes.
Receba notícias e informações sem ter de receber e-mail, e portanto sem o risco de virem "SPAM's", nem vírus!

Clique aqui, e saiba mais!

 

Você sabe o que é um ''Contrato''?

Pelo Art. 104 do novo Código Civil, um Contrato é um "negócio jurídico" que, para ser "válido", deve ser
• celebrado entre Pessoas "capazes" juridicamente: sejam Pessoas "Físicas" (na sua plena "capacidade civil", ou "assistidas" ou "representadas") sejam Pessoas "Jurídicas" registradas e inscritas nos Órgãos fiscalizadores próprios,
• objetivando um negócio lícito, legal, e possível de ser realizado, e
• seguindo as formalidades legais (a venda de um Apartamento, por exemplo, não pode ser feita por Instrumento particular, mas tem, obrigatoriamente, de ser feita por escritura pública).
IMPORTANTE: se Você, ou sua Empresa, contratar com uma Empresa sabidamente irregular, nem poderá pedir a anulação do Contrato - e, se ele vier a ser anulado, nem Você nem sua Empresa sequer poderão pedir indenização (Código Civil, Art. 150)!

A aplicação prática, disso? Você verá, quando for montar-Você- -mesmo o seu próprio Contrato, com a assessoria da Contratos online.
No mundo prático, um Contrato é um "acordo de vontades" onde quem "dita as regras" (observadas, claro, as normas legais, vistas na aba anterior) é quem está na "melhor" posição:
• o Vendedor, ou Prestador do serviço, quando há poucos Concorrentes para aquele determinado produto ou serviço, ou quando há muitos Clientes (se este é o seu caso, saiba ser equilibrado, na redação do seu Contrato, para ele não ser tachado de "abusivo", e ser derrubado pelos PROCON's ou pela Justiça); ou
• o Cliente, quando há excesso de Vendedores/Prestadores de serviço similares (se este, porém, é que é o seu caso, seja bem preciso, minucioso, no detalhamento das obrigações contratadas com o Vendedor ou Prestador do serviço, a fim de facilitar a caracterização dos eventuais descumprimentos, e sua consequente correção na Justiça);
• e mais: não importa de que lado do Contrato Você esteja: não se esqueça de que "um Contrato é bom, quando é bom para ambas as Partes". Concentre seus esforços, pois, na especificação do "objeto" do Contrato — e, claro, do melhor "preço" (e modo de reajuste!)

A estrutura básica de um Contrato é — toda ela — importante:
a qualificação das Partes — importante, por exemplo, o regime de casamento do Fiador, como será detalhado mais adiante;
o objeto — é fundamental que esteja minuciosamente detalhado, para evitar divergências nas dúvidas sobre o que-ou-como deveria ser construído o bem, ou executado o serviço;
o prazo — igualmente importante que esteja bem detalhado, dadas suas óbvias implicações sobre o preço, sobre a época e os índices de reajuste, sobre a mobilização de pessoal que o executará, etc.;
o preço (e reajuste) — atenção na escolha do Índice de reajuste, para que seja preservado o "ganho", a chamada "economia do Contrato" — examine bem os gráficos comparativos da evolução dos principais Índices econômicos nos últimos 24 meses;
as responsabilidades (complementada com cláusula sobre "penalidades" pelo seu descumprimento): é o "fecho" que completará a eficácia jurídica das normas contratuais — embora deva prever também casos de "força-maior", ou mesmo de tolerância no seu descumprimento; e, em contraponto,
as garantias de que o que foi acordado, e contratado, será cumprido. Por ambas as Partes!

Por tudo isso, na hora em que Você estiver então montando o seu Contrato, tenha absoluta certeza das respostas às perguntas que o próprio sistema lhe fará (conforme o caso):
não "ache" que saiba, pois, se os inúmeros bens - que Você "acha" que o Fiador tem - pertencerem, isto sim, à sua Mulher com quem se casou pelo regime da separação total de bens, isto significará que, em caso de o Inquilino (por exemplo) não pagar, o Fiador poderá não ter como pagar... - o que quer dizer: o Credor poderá nada receber!...
e não deixe, por isso, de ler as orientações, informações e avisos ao longo da montagem do Contrato: eles chamarão a sua atenção, na época própria, para assuntos importantes, como o que acabamos de ver!...
Feito isso, preencha todas as informações necessárias — mas não se esqueça de conferi-las, todas, antes de dar seu "OK" final, e clicar em "Concluir"!

EXCLUSIVO! — uma vez concluída a montagem do seu Contrato, uma cópia dele permanecerá, permanentemente, à sua disposição! Assim, onde quer que Você esteja, bastará fazer "login" e acessar nosso "Banco de Contratos", e consultá-lo, ou mesmo "baixá"-lo para o computador que estiver à sua frente!

Mãos à obra!

Você precisa de um Contrato diferente - feito "sob medida"?


O seu caso é diferente dos demais que temos à disposição, para Você montar?
— pois então
vamos montar, juntos, o seu Contrato sob medida!
Por mais "diferente" que seja a situação específica do acerto profissional, comercial ou pessoal que Você já tiver combinado com a outra Parte, em detalhes ou não, ela deve ser regulamentada em um Contrato: no qual os seus interesses ficarão bem resguardados perante a Lei.

 

Ninguém melhor que Você, porém, sabe do que Você necessita!
O preço dos nossos serviços, específicos para o seu Contrato sob medida,
é, basicamente, de R$ 200,00 (duzentos reais) — dependendo da extensão e/ou da complexidade dos nossos serviços, conforme as opções que lhe apresentaremos.

Faça login, clique aqui e vamos montá-lo!

 

"Biblioteca" de Contratos


Fique "ligado" em tudo que interessa a Contratos!


Justiça proíbe NET de cobrar por "ponto" extra

Juiz declarou a nulidade da cláusula que prevê a cobrança, e condenou a Empresa à devolução dos valores pagos desde março de 2010, quando a ANATEL regulamentou o serviço
Globo.com (http://oglobo.globo.com/), em 11/07/2012

 
Saiba como denunciar seu Plano de Saúde

Consulte aqui os prazos máximos de carência do seu Plano e os prazos máximos de atendimento vigentes para todos os Planos, informados pela ANS
O Cliente deve procurar a Operadora para obter alternativa de tratamento se o prazo máximo for desobedecido - e se, ainda assim, o problema não for solucionado, pode fazer uma denúncia à ANS
Estadão (www.estadao.com.br), em 10/07/2012

 
MP e Receita fazem Convênio para compartilhar dados ...e preocupam Tributaristas

Convênio da Receita Federal com o Conselho Nacional do Ministério Público permitirá que ambos tenham acesso mutuamente a seus bancos de dados - mas as informações cedidas, segundo o Conselho, serão apenas cadastrais
Revista Consultor Jurídico (www.conjur.com.br), em 12/07/2012

 
Ministro das Comunicações ameaça TIM de suspensão, com as constantes reclamações de Usuários

Paulo Bernardo diz que Empresa terá de assinar Termo de Compromisso na ANATEL
Estadão (www.estadao.com.br), em 11/07/25012

 
Projeto de Lei quer suspensão da decisão da ANEEL que negou o ressarcimento da conta de luz

ANEEL insiste em negar o direito aos Consumidores de serem indenizados pelo erro no cálculo do reajuste na tarifa de energia elétrica, justificando que o erro estava previsto no Contrato e que a Agência é contrária à quebra de Contratos
Agência Câmara (www2.camara.gov.br), em 20/06/2012

 
Maçonaria não tem direito à imunidade tributária

Decisão judicial se baseia na descrição constante no próprio site de uma loja maçônica, no qual afirma que “a Maçonaria não é uma religião"
Notícias Fiscais (www.noticiasfiscais.com.br), em 10/07/2012

 
A correta utilização do trabalho temporário

Fernando Borges Vieira
Contratos online (www.contratosonline.com.br), em 12/07/2012

 
A questão da (não) incidência de juros em precatório e a jurisprudência do STF

Gustavo Leonardo Maia Pereira
Revista Jus Navigandi (www.jus.com.br), em 15/06/2012

 
Empregado se ausentou do serviço?, não há prova de "justa causa"? Então, foi abandono de emprego!

Há efetivo abandono de emprego se não configurado motivo para justa causa patronal
Notícias Fiscais (www.noticiasfiscais.com.br), em 17/06/2012

 
É abusivo seguro que limita cobertura a furto apenas qualificado

Para o STJ, a diferenciação entre as modalidades de furto exige conhecimento técnico jurídico específico da legislação penal, que viola o direito do Consumidor à informação - que não é clara a respeito, no Contrato
Notícias do STJ (www.stj.jus.br), em 12/07/2012

 
4 dicas para não se dar mal na alfândega em viagens

Postura "blasé" e aparência elegante não livram as bagagens da fiscalização na viagem - veja como funcionam as regras alfandegárias e evite perder as compras ou pagar multas que podem fazer o barato sair caro
Exame (http://exame.abril.com.br), em 06/07/2012

 
Não cabe ressarcimento de honorários de Advogado contratado para ajuizar Ação trabalhista

STJ, Segunda Seção - EREsp 1.155.527-MG, Rel. Min. Sidnei Beneti
julgados em 13/06/2012 - Informativo STJ 499, 15/06/2012

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 1540
 
Desenvolvido por AIT - Advice Internet Technologies
e MMConsultoria e Desenvolvimento WEB